E assim celebramos 3 anos do Empreendedorismo Rosa

Por Lênia Luz

Paulo Freire em seus escritos nos sinalizou sobre os perigos da esperança no sentido de esperar. Esperar que as coisas mudem, esperar que outros façam, esperar que alguém resolva e por fim só ficar no lamentar e não no realizar.

Pensando assim, posso dizer que em 3 anos de ações do Empreendedorismo Rosa, fiz acontecer. Vi, li e ouvi sobre a vida de muitas mulheres que se permitiram a transformação de suas vidas através deste espaço ROSA. Sempre acreditei na máxima de que “Juntos somos mais fortes”, talvez você ache isso só um bordão, mas eu entendo como realização. E com esta máxima da cooperação quando se acredita em um projeto, movimento ou empreendimento,que celebramos os 3 anos do Empreendedorismo Rosa no dia 08.05.2015 na Livraria da Vila em Curitiba.

Fonte da Imagem: Estúdio Trevisart

 

 Estivemos com mais de 70 pessoas nos prestigiando, todas, de alguma maneira contribuiram de maneira muito particular neste último ano. Um ano de fortes turbulências e muitas mudanças, para mim, como pessoa e como empreendedora. Foi uma noite encantadora, onde recebi uma avalanche de AMOR de minha família e dos parceiros/amigos que preparam a apresentação. Este mundo de afetos só confirmou que sem dúvida alguma nunca poderemos realizar coisas sozinhos e hoje tendo a tecnologia a nossa favor, o momento é de conectar-se com nossos pares e FAZER ACONTECER.

Minha gratidão especial a minha Equipe LUZ, a colunista Isabela Quartarolli e aos colunistas que ela convidou para somarem com ela, as empresas Atuais Imóveis  na pessoa de Débora Delazzari, Inspiradores, The Cave e Looks Creative Studio na pessoa de Luan Gustavo Carneiro, NORTCriativo na pessoa de Camila Fabre,  ClockWise na pessoa de Anna Hilbert, Eudora Gilr by Flávia Galbes na pessoa de Flávia Galbes, Estudio Trevisart na pessoa de Taciana Trevisan, Doc Duo na pessoa de Guilherme Barbosa, Veri Fragoso Patisserie , Livraria da Vila e por fim a Paula Soares videomaker.

Termino com o autor referenciado no começo deste post, que diz: “É preciso ter esperança, mas ter esperança do verbo esperançar; porque tem gente que tem esperança do verbo esperar. E esperança do verbo esperar não é esperança, é espera. Esperançar é se levantar, esperançar é ir atrás, esperançar é construir, esperançar é não desistir! Esperançar é levar adiante, esperançar é juntar-se com outros para fazer de outro modo…” 

Beijos de esperança reunida, sempre!

Aqui você pode assistir um pouco de nosso ROSEAR:

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

treze + três =