A grande transição

Por Julio Lussari

Parte 1:

No meu último artigo escrevi 10 dicas para você turbinar sua carreira em 2014. Os pontos que abordei também servem perfeitamente para quem quer empreender. Mas, você deve estar se perguntando, se hoje atuo como colaborador(a) de uma empresa, como me organizar para empreender?

Listei algumas dicas rápidas que podem contribuir para uma transição de carreira para o empreendedorismo:

Fonte: Pinterest

1) Pague as contas: o primeiro passo para empreender é organizar a vida financeira antes de pedir demissão. Você pode fazer uma poupança ou desenvolver algum tipo de ativo que pague ao menos as suas contas mensais, para que você possa se aventurar no mundo dos negócios.

2) Crie espaço para a experimentação: para empreender enquanto mantém um emprego convencional é preciso criar lacunas e flexibilizar o seu tempo para experimentar outras coisas. Por exemplo, você pode combinar com o seu chefe de chegar uma hora antes e sair uma hora mais cedo, trabalhar de casa uma vez por semana etc. Você PRECISA encontrar um meio de flexibilizar o seu trabalho para criar TEMPO para empreender.

3) Pesquise mercados, nichos e micronichos: se você pensa em trabalhar no mercado de PET por exemplo, não pense no macro, escolha um nicho ou micronicho, se especialize em algo. Se você quer trabalhar com cachorro, se especialize em alguma raça. Encontre um nicho ou micronicho dentro de um mercado que ainda não está sendo explorado. O volume de clientes é menor, mas a concorrência também será.

4) Comece a experimentar: Aqui você começará a fazer algo que a maioria das pessoas não faz. Lembre-se: você ainda tem seu emprego ou algum ativo que pague suas contas, flexibilizou o horário de trabalho, encontrou um mercado, nicho ou micronicho, e esse tempo que está te sobrando é o laboratório para experimentar até encontrar algo que combine paixão + lucro. No começo, sugiro que você use esse tempo buscando conhecimento sobre o objetivo da experimentação. Leia livros, blogs, veja vídeos no Youtube, torne-se um pesquisador sobre o assunto.

Gostou das dicas até aqui? Na próxima semana vai ser publicada a segunda parte do artigo. Não perca!

0 Comentário

  1. andressa@lotustalentos.com.br'
    Andressa Miiashiro 10 de março de 2014 20:10 Responder

    Adorei!. Fiz minha transição de carreira de CLT para autonôma, seguindo estes passos. A poupança e a experimenta-ação por um periodo foram essenciais para virar de vez a chave.

      • julio@juliolussari.com.br'
        Julio Lussari 10 de março de 2014 21:02 Responder

        Obrigado por compartilhar Andressa. Acredito que na próxima semana sai a segunda parte com as outras dicas. Não deixe de acompanhar. 😀

        Sucesso em sua nova jornada. 😉

      Deixe um Comentário

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

      *

      doze − dois =