A louca e maravilhosa vida feminina

Por Lênia Luz

Mês de março chegou e com ele celebrações pelo dia Internacional da Mulher tomarão conta das mídias sociais. E eu abro o mês falando sobre equilíbrio na nossa vida, louca vida feminina.

Por vezes paramos e vemos que trabalhamos de mais, beijamos na boca de menos. Trabalhamos de mais, e rimos de menos. Trabalhamos de mais, descansamos de menos. Será que nunca vamos conseguir equilibrar esta balança?

Te desafio neste mês de março a se alimentar um pouco mais de cultura para ter mais criatividade em seu trabalho empreendedor ou intraempreendedor. Ficar um pouco mais com seus filhos, com seu amor, com seus pais e com você mesma. Que você encontre na sua agenda insana, mais tempo para beijar na boca do que ficar presa as redes sociais.

Fonte da Imagem: Ale Manchini

Fonte da Imagem: Ale Manchini

“Ah! Lênia, mas eu estou sozinha! E nem tô querendo alguém para minha vida agora”. Ótimo! Mas lembre-se a dica é: trabalhe menos e saia mais com suas amigas/ irmãs, com seus amigos e sozinha ( muitas vezes a melhor companhia, é a nossa!)

Finalizo com a podeROSA escritora, Martha Medeiros que diz: “Até que chegou o dia em que deixamos de ser as coitadinhas. Ninguém mais fala em namoradinhas do Brasil: somos atrizes, estrelas, profissionais. Adolescentes não são mais brotinhos: são garotas da geração teen. Ser chamada de patricinha é ofensa mortal. Quem gosta de diminutivos, definha. Ser boazinha não tem nada a ver com ser generosa. Ser boa é bom, ser boazinha é péssimo. As boazinhas não têm defeitos. Não têm atitude. Conformam-se com a coadjuvância. PH neutro. Ser chamada de boazinha, mesmo com a melhor das intenções, é o pior dos desaforos. Mulheres bacanas, complicadas, batalhadoras, persistentes, ciumentas, apressadas, é isso que somos hoje. Merecemos adjetivos velozes, produtivos, enigmáticos. As “inhas” não moram mais aqui. Foram para o espaço, sozinhas.”

Nada de ser mártir do trabalho, da carreira, seja ela empreendedora ou intraempreendedora, seja ela uma escolha por ser a dona de sua casa, seja ela a escolha de ser a mãe de seus filhos em tempo integral ou a de não ter filhos. Se quer fazer honrar este dia 8 de março, permita-se  celebrar primeiro por ser uma MULHER que é #podeROSA,   #1000xbucetuda, fodástica e que dará um tempo para cuidar de seu bem estar físico, emocional e com isto conquistar ainda mais coisas neste mundo, vasto mundo!

Feliz março, permitindo-se um tempo para você!

Em tempo: Inscreva-se em nosso evento Pausa podeROSA e comece o mês de março permitindo-se um tempo para você: https://www.sympla.com.br/pausa-poderosa—especial-mes-da-mulher__246120

 

 

Um Comentário

  1. Eliane.janiski@gmail.com'
    Eliane 1 de março de 2018 22:19 Responder

    Desafio aceito… Preciso de companhia pro boteco…haha

    • Cidade: Curitiba

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

nove − 5 =