5 Dicas de Etiqueta Digital

Por Graziela Mascarello Boff

Hoje temos dicas preciosas de nossa consultora e empreendedora em comércio eletrônico

Você sabe o que é etiqueta digital? É fácil de deduzir: são regras e etiquetas a serem seguidas na internet, especialmente dentro das mídias sociais.

Quando diz respeito a assuntos pessoais conseguimos lidar com mais tranquilidade por ser mais intuitivo, mas o problema surge no âmbito empresarial.

 

Fonte da Imagem:  Image Broker

                                        Fonte da Imagem: Image Broker

Estamos em uma era em que existem dois mundos, o presencial e o virtual, e cada um deles têm suas próprias regras de boa convivência. No mundo presencial aprendemos desde pequenas, etiquetas de boa convivência com os mais velhos, mas no mundo virtual não tivemos esse ensinamento e os papéis se inverteram. Os mais novos entendem muito mais de etiqueta virtual, e muitas vezes ficamos perdidas, sem saber como devemos agir, por isso seguem algumas dicas:

1- Nunca colocar pessoa em grupo de Whatsapp e facebook sem perguntar se estão interessadas. E fazer grupo só se realmente ele fizer sentido.

2-SPAM: já é um nome feio, só mande conteúdo e propaganda se a pessoa permitir.

3-Prestigie o negócio online de seus amigos, curta, comente, pergunte, de importância ao trabalho de seus amigos, às vezes esse post demorou um dia todo para ser criado.

4 – Cuidado com as palavras, depois de ditas não voltam mais, então nunca diga algo que soe como racismo, homofobia, fanatismo de qualquer natureza, xenofobia ou intolerância religiosa.

5 – Use emoijs para falar com seus clientes, está liberado, pois foi comprovado que é uma forma simpática de interagir, mas cuidado como o corretor automático, pois ele pode distorcer a mensagem e causar mal entendidos.

Aos poucos vamos incorporando esse comportamento virtual no nosso dia a dia e ele  ficará natural, fazendo com que o relacionamento com nossos clientes, fique cada vez melhor.

 

Leia Mais

Planejando o planejamento: Hora de fazer valer!

Por Empreendedorismo Rosa

 

Em março celebramos o Dia Internacional da Mulher e o Dia Internacional da Felicidade, respectivamente nos dias 8 e 20. Unimos estas duas datas e seus temas e preparamos um dia especial para você, MULHER que faz acontecer.

Não importa se você empreende ou não, se deseja empreender ou não, se quer mudar de carreira, de relacionamento, de cidade ou de identidade. O importante é que de fato queira ser feliz e venha se unir a nós, no dia 11 de março, sábado, no evento “EU FELIZ”, onde teremos pROSAS de empoderamento pessoal e profissional, com 7 mulheres que, como você, batalham e encaram suas vidas de frente e com a felicidade na bagagem.

Será um dia de muito networking, boas risadas, boa comida, boas pROSAS e muita felicidade e você poderá adquirir seu ingressos de acordo com sua disponibilidade de tempo. Mas desde já lhe desafiamos a separar este dia todo para você, afinal, para sermos felizes temos que nos permitir, confere?

 

ppapost_palestra_tati

A terceira pROSA do dia  será com nossa colunista, Tatiana Verri , com o tema: “Planejando o planejamento: Hora de fazer valer!. Tatiana é empreendedora e sócia-fundadora da JobCloud. Publicitária e gestora estratégica de negócios, atua na área de marketing e já se aventurou em TI por alguns anos.

Depois de fazer muitos planejamentos para as empresas por onde passou, algumas reflexões sobre como a Avon põe cheiro na revista e algumas mudanças de rumo, percebeu que precisava planejar sua vida. Decidiu então unir os dois universos que se identifica: Comunicação e Tecnologia, embarcando com sorriso nos olhos e nenhuma certeza – porque não é tão fácil assim – ao mundo do empreendedorismo.
Acredita fortemente no potencial das ações planejadas com bom humor e leveza.

Esperamos por você!

Nossa programação segue abaixo:

10h – 11h – Lênia Luz : Boas – vindas e pROSA: “ Felicidade, para que te quero?”
10 minutos para um cafezinho

11h10 – 12h – Déborah Alves: “Empreender sem sair do emprego: Você consegue!”
12h10 – 13h – Tatiana Verri: “Planejando o planejamento: Hora de fazer valer!”
Almoço com pROSA ( 13h10 )

14h10 – 15h – Tereza Cristina Karam: “Nunca é tarde para se movimentar”
15h10 – 16h – Vivian Botelho Coginotti: “Finanças: de vilã a melhor amiga”
10 minutos para um cafezinho

16h10 – 17h – Caroline Farias dos Santos : “Gestão de Conflitos: os meus, os seus e os nossos”
17h10 – 18h – Bárbara Stainsack: pROSA: “Criatividade para viver: Qual é a sua?”
18h – Encerramento com brinde DOC DUO
Inscreva-se logo pois as vagas são limitadas: https://www.sympla.com.br/eu-feliz__118225

Leia Mais

Uma empresa nas nuvens

Por JobCloud

Em busca de um sonho a publicitária Tatiana Verri saiu do mercado publicitário do interior de São Paulo para entra na área de TI em Curitiba e foi aí que o empreendedorismo a chamou mais alto. Ela iniciou a Startup JobCloud, uma rede de relacionamento entre clientes e agências de comunicação voltada a produtividade.

A ideia da plataforma é unir as duas pontas, Clientes e Agências, e também permitir uma interação maior entre os dois. Quem precisa de algum serviço de comunicação encontra o parceiro mais adequado ao seu serviço, por outro lado, as agências de comunicação ampliam suas áreas de atuação com sua produtividade gerenciada de forma dinâmica, intuitiva e documentada.

 

Fonte da Imagem: http://www.jobcloud.com.br/

Fonte da Imagem: http://www.jobcloud.com.br/

A plataforma funciona de forma bem simples, o cliente entra com o briefing do seu trabalho dando todos os detalhes que normalmente as agências pedem, em seguida a agência parceira recebe a notificação e inicia os trabalhos. Para enviar as artes para a aprovação, a agência fará via sistema, dessa forma o cliente é notificado e acessa a plataforma para ver sua arte, ele pode aprovar, alterar, cancelar, enfim… tem todas as opções que normalmente ele tem. Todo o workflow do trabalho é feito através da ferramenta. A grande vantagem da JobCloud é que todo o histórico do trabalho ficará arquivado, podendo ser visto a qualquer momento.

“Nosso foco são as agências de comunicação, empresas que precisam de uma ferramenta nova e dinâmica que permita não só a gestão dos trabalhos na agência, mas também a interação direta com seus clientes, podendo guardar todo o histórico do processo, desde a entrada do briefing até a entrega do trabalho”, diz Tati.  Idealizadora e gestora da startup, hoje ela atua full-time no desenvolvimento da plataforma, mantendo o contato com as agências e os desenvolvedores e fazendo a gestão do projeto.

Tati, garante que em breve o sistema completo estará no ar e que muitas outras novidades estão vindo por aí, mas que por enquanto algumas poucas e privilegiadas empresas estão vivenciando o MVP.

Sobre a experiência da mulher empreendedora a resposta de Tati é criativa e direta, como toda empresária publicitária não poderia deixar de ser, ela diz, “fazer meu próprio negócio é trabalhar nas nuvens!”

Se você é agência ou cliente e quer entender melhor o que é a plataforma e ser um dos primeiros a utilizar a JobCloud, entre em contato com ela pelo e-mail tati@jobcloud.com.br

Leia Mais

Feito é melhor que perfeito

Por Tatiana Verri Rico

Hoje abrimos um novo espaço no Empreendedorismo Rosa, apresentando as podeROSAS mulheres que fazer parte de nossa Confraria ROSA. E quem abre esta pROSA é a empreendedora Tatiana Verri Rico, da empresa JobCloud .

“Sou publicitária por formação e amante da tecnologia por um descuido. Me formei em propaganda em 2004 e até 2012 sempre atuei na área. Não, não sou de criação como a maioria pergunta…rs.

Desde os tempos de estágio sempre foquei no planejamento de campanhas e na área administrativa, passei desde a parte de tráfego até a área financeira. Como nas últimas agências que passei eu lidava diretamente com os sócios, senti a necessidade de fazer uma pós-graduação em Gestão de Negócios e me aprofundei em administração de agência de comunicação.

Em 2013 mudei de ramo e fui atuar com tecnologia, fiz uma academia SAP e comecei em uma grande empresa como trainee. Fiquei na função pouco mais de 2 anos e foi incrível, aprendi muito sobre grandes corporações e sobre como sistemas de fato podem solucionar diversos problemas empresariais. Porém, ainda não estava 100% feliz e quando sai da empresa, em 2015, fiquei pensando no que eu ia fazer. Foi em uma conversa com o Arison, meu antigo chefe por 2 vezes, que surgiu a ideia da consultoria com a JobCloud. Iniciamos com a consultoria, coletando informações com freelancers e agências, facilitando a integração e a contratação desses profissionais. Tudo isso de forma manual.

Fonte da Imagem: Estúdio Trevisart

Empreendedora Tatiana Verri faz parte da Confraria ROSA / Fonte da Imagem: A Estúdio Trevisart

Mas, como já disse antes, sou publicitária sim, mas amante da tecnologia, especialmente quando ela nos ajuda. Por isso fiquei pensando em como poderíamos dinamizar o trabalho todo e conseguir atender mais pessoas. Então fui buscar na área de TI algo que pudesse automatizar os processos de tal forma que pudéssemos solucionar de fato os problemas das agências.

Foi então que surgiu a ideia da ferramenta JobCloud, que é uma plataforma de organização das agências de comunicação, visando a gestão de trabalhos e a integração com clientes e parceiros. Na última semana de maio finalizamos nosso primeiro MVP ( Produto Mínimo Viável), com um foco um pouco diferente do que estávamos fazendo, mas visando algo maior. Nos primeiros meses de testes tivemos algumas agências parceiras testando e foi uma enxurrada de informações novas e problemas para solucionar. Agora já estamos desenvolvendo uma versão beta do MVP que deverá sair do forno em meados de outubro, isso aí, estamos quase lá! Ainda não é a plataforma dos nossos sonhos, mas está caminhando para isso.

Uma coisa que aprendi nessa nova jornada, e que repito como um mantra, é que “feito é melhor que perfeito”, como diz a nossa mentora Lênia. Então, segura a ansiedade de ter tudo rodando como realmente queremos e bora lá fazermos passo a passo o sonho se tornar realidade.”

Que conhecer mais sobre a Confraria ROSA? Acesse AQUI

 

Leia Mais

PRIMEIROS PASSOS PARA EMPREENDER NO E-COMMERCE

Por Graziela Mascarello Boff

Existe a necessidade das empresas, independente do tamanho, estarem presente de forma online na vida das pessoas, por isso nós empresárias precisamos nos atualizar nesse sentido, mas antes de sair contratando pessoas ligadas ao digital para fazer o que é necessário, nós precisamos entender os princípios básicos de um site, caso contrário o prejuízo pode ser grande.

 

Fonte da Imagem: crowdtask.me

Fonte da Imagem: crowdtask.me

E-COMMERCE É FÁCIL, SIMPLES E BARATO… Será?

Quando iniciei os estudos para abrir meu ecommerce só encontrei coisas boas a respeito, informações do tipo: “Milhares de internautas tendo acesso à empresa por um clique”. Enquanto uma loja física depende de localização, ambiente, infraestrutura e divulgação para ser vistam, a loja virtual é uma oportunidade de oferecer produtos para os milhões de internautas brasileiros que circulam pela web todos os dias (cartilha do SEBRAE).

Esse texto do SEBRAE tem a melhor das intenções, mas causa a falsa impressão que é só criar um site e você já está sendo vista na internet e vendendo, o que não acontece, pois nos primeiros meses o site fica num “limbo” dentro da internet, onde ninguém vê, e para isso mudar é preciso bastante investimento em Marketing e SEO, mas vamos falar disso mais tarde.

Outro ponto é o fato de enfatizar que loja física depende de localização, ambiente, infraestrutura, como se a empresa de e-commerce fosse instalado em uma nuvem no céu, com anjinhos trabalhando sem remuneração, o que não acontece claro.

As instalações de um e-commerce podem exigir gastos semelhantes a uma loja física, já que além do lugar físico onde a loja vai ser instalada, com seu estoque e funcionários (no inicio é só a gente empresária, mas logo vamos crescer certo?), também haverá a mensalidade da hospedagem do servidor e da plataforma, e é preciso contratar funcionários com mais conhecimento que um atendente de loja.

Por causa dessas informações, quando iniciei o projeto da minha loja online, pensei erroneamente que era algo fácil, simples e barato, mas logo em seguida descobri que não é nem fácil, nem simples e muito menos barato, e é por isso que acredito, que com a minha experiência de cinco anos em ecommerce, posso ajudar outras empresárias que estão na mesma situação que estive.

TODO SITE É UM E-COMMERCE?

O meu primeiro erro foi não saber que nem todo site é um e-commerce. E qual a relevância disso?

Importante saber a diferença na hora de contratar o desenvolvedor e a plataforma do site. Pois E-commerce é muito mais complexo que um site institucional (que são aqueles sites sem intenção de venda, está apresentando a empresa e serviços somente). A plataforma de e-commerce tem que ser complexa especialmente desenvolvida para vendas e ter variados recursos.

O QUE É PLATAFORMA DE E-COMMERCE?

A Plataforma é a base de tudo, por isso sua enorme importância, tudo que for construído dentro do site estará em conformidade com o que a plataforma permitir, por isso a escolha da plataforma é a maior e mais relevante decisão que precisa ser tomada no projeto do seu e-commerce.

Grosso modo, a plataforma seria o Shopping e a localização da loja física dentro dele, depois de escolhida e montada, só da para fazer o que for permitido pelo shopping e pelo espaço físico da loja, se a plataforma for engessada, por exemplo, seria como a impossibilidade de mudar uma parede de lugar na loja física, bem, é mais complexo que isso, mas da para começar a entender.

Existem muitas plataformas disponíveis no mercado, e diferentes formas de contratação, por isso um estudo profundo sobre a melhor plataforma para cada caso é o primeiro passo a ser dado rumo ao seu e-commerce.

 

Leia Mais

Mulher Empreendedora faça parte do Desafio Geração Empreendedora no Paraná

Por Empreendedorismo Rosa

Desafio Geração Empreendedora no Paraná vai reconhecer jovens empreendedores que trabalham com tecnologia

As inscrições para participar do projeto – que além do reconhecimento, vai oferecer um treinamento online para jovens empreendedores – já estão abertas

Empreender nunca esteve tão em pauta. Com a crise econômica e com a falta de segurança no emprego formal, muitos brasileiros optam pelo empreendedorismo como uma alternativa de fonte de renda. No entanto, a maioria dos empreendedores encontram dificuldade em iniciar e manter seus negócios, muitas vezes por falta de conhecimento em empreendedorismo e gestão. De acordo com dados do IBGE, após o primeiro ano de funcionamento, cerca de 158 mil empresas fecharam as portas no Brasil.

Por conta desta dificuldade que o Geração Empreendedora – Desafio Paraná foi criado. Promovido pela Aliança Empreendedora, o objetivo do projeto é capacitar jovens que desejam iniciar um empreendimento ou querem expandir seus negócios atuais.  Iniciativa pioneira no estado do Paraná, essa edição irá promover e reconhecer jovens empreendedores do estado. E para participar, é simples. Basta ter entre 18 a 35 anos, residir em qualquer cidade do Paraná, ter vontade de se desenvolver como empreendedor e possuir alguma ideia de negócio ou negócio, ou mesmo um negócio com impacto social, que envolva tecnologia.

Fonte da Imagem: Desafio Paraná

Fonte da Imagem: Desafio Paraná

O projeto é dividido em etapas e a primeira está sendo lançada agora em setembro. Os interessados podem se inscrever no site www.desafioparana.com.br, onde terão acesso a um treinamento inteiramente gratuito no formato de uma web série com 12 episódios, intercalado com desafios para incentivar que os empreendedores apliquem os conhecimentos adquiridos na prática. Assim que o empreendedor terminar a série, terá acesso ao certificado de conclusão. Com ele, será possível se inscrever até o dia 14 de outubro no Geração Empreendedora – Desafio Paraná para concorrer ao acesso de benefícios exclusivos como, mentoria, capacitação presencial, e investimento de R$ 7 mil para iniciar ou impulsionar o negócio.

Na fase final de seleção serão indicados os finalistas que se destacaram com projetos nas três categorias propostas pelo Desafio: Ideia de Negócio; Negócio (mínimo de seis meses de existência) e Negócio com Impacto Social (mínimo de seis meses de existência e que envolva algum impacto social no serviço/produto ofertado). Em todas as categorias envolver tecnologia é requisito para a inscrição. As despesas de viagem, hospedagem e alimentação vão ser pagas pela Aliança Empreendedora. Dos finalistas, três vão receber investimento em seus negócios de R$ 7 mil. O anúncio dos empreendedores destaque vai acontecer em dezembro deste ano, no Palácio do Governo do Estado do Paraná.

Serviço: Geração Empreendedora – Desafio Paraná
Capacitação online e investimento para negócios – Custo: Gratuita
Prazo de inscrição: de 12/09 a 14/10 somente pelo site www.desafioparana.com.br

Leia Mais