Criatividade não se resume a arte, ela está no nosso dia a dia.

Por Taty Verri 

Criatividade! Oh coisa boa de praticar, sair do seu quadrado, perceber o mundo a sua volta e assim se tornar mais criativo. Há quem pense que não é criativo, negativo, todo mundo é minimamente criativo. Criatividade não se resume a arte, ela está no nosso dia a dia.

A criatividade é um conjunto de ideias e conceitos, são junções que se transformam para gerar algo novo. Nós usamos nossa criatividade em tudo, desde escolher o look do dia até compor uma música. Quem nunca teve que pensar numa rota para sair do trânsito ou teve que descobrir um jeito de conciliar a agenda? Viu, até nas coisas mais simples, nós usamos a criatividade. Por isso, todas nós somos criativas sim!

Fonte da Imagem: Trevisart

Fonte da Imagem: Trevisart

Percepção + vivência + possibilidades = criatividade ativada. Esses são os passos da criatividade, primeiro temos uma percepção da situação, em seguida buscamos em nossas experiências algo parecido para analisar alguma solução passada, depois avaliamos nossas possibilidades, ou seja, imaginamos algumas chances de funcionar ou não cada possibilidade que temos e pensamos no resultado, é nesse momento que “criamos” a solução.

Nos forçamos mais a sermos criativas quando temos alguma necessidade, temos um impulso positivo que nos faz criar quando precisamos resolver algo. Por outro lado, as críticas, sejam de terceiros ou a autocrítica, nos desencorajam a criar.

O potencial criativo é desenvolvido ainda na infância. Vamos lá, uma criança percebe que as cadeiras servem para que elas fiquem “mais altas”, afinal colocamos elas nas cadeiras para que possam alcançar as mesas, logo, toda vez que algo estiver mais alto elas vão subir em uma cadeira para alcançar, em seguida vão perceber que qualquer coisa pode servir de degrau e por aí vai. Ela percebeu, ela viveu, ela viu possibilidades e assim ela criou um novo modo de conseguir o que quer. Mas, se um adulto a desencoraja o tempo todo a buscar soluções sozinha, ela acaba inibindo sua criatividade.

É possível desenvolver a criatividade de uma pessoa? Com toda certeza, como já dizia Walt Disney “criatividade é como ginástica: quanto mais se exercita mais forte fica”. Se criatividade vem das nossas experiências e percepções então vamos buscar essas vivências, viaje, converse, conheça outras culturas, assista filmes, leia, saia do seu quadrado e busque conhecimento, se permita, temos um universo de possibilidades para ganhar o que os publicitários chamam de “repertório”.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

um × dois =