Dê um BASTA ao impostor que habita em você

Por Lênia Luz

O mês de março foi intenso por aqui por ser o mês dedicado a tantas celebrações dedicadas às mulheres e, com isso, ser um mês de muitas pROSAS empoderadoras por aí, por aqui.

Nestas andanças, o que mais ouvi após minhas falas, é sobre um “tal de impostor” que anda empacando a vida de mulheres que já fazem acontecer na vida e nos negócios, mas que ainda não se validam como tal. Vale lembrar aqui que são mulheres de todas as idades, formações e histórias. Portanto, o que me chamou a atenção é que definitivamente ainda temos uma cultura (externa e interna), que diz NÃO a nós e SIM aos outros.

Para continuar a ler este texto, clique AQUI e aumente o som, esta música embalará a nossa pROSA, afinal “I want to see you be brave” . 

 

 

Fonte da imagem: Graziela Mascarello Boff

Fonte da imagem: Graziela Mascarello Boff

Pois hoje quero lhe desafiar a dar um basta a este impostor. Para tal, é preciso que você o identifique primeiro e trago aqui algumas das “falas” com que ele nos ataca:

  • Quando ouvir palavras duras, rudes e com um grau de maldade, que você jamais diria a alguém, ele está em ação.
  • Quando vier a sua mente uma duplicidade de papéis, como “sou uma maravilhosa mãe, sou uma péssima mãe”, “sou uma profissional fodástica, sou uma profissional medíocre” e assim por diante, saiba é o impostor querendo te boicotar.
  • Quando estiver a frente de um projeto, seja pessoal ou profissional e ouvir “você ainda não está pronta, vá se preparar antes” ou “você vai acabar com sua carreira se aceitar este projeto, você não tem  habilidades para tal desafio.” Eis a síndrome te atacando de novo.
  • Quando ouvir “você não é boa em negociação, em tecnologia, em cálculos” desista, eis mais um ataque gerado pela cultura que diz que somente homens tem habilidade e potencialidades para estas demandas.
  • Quando escuta “você está magra demais”, “está gorda demais”, “é velha demais”, “é jovem demais”, mais uma vez é o impostor te provocando em relação ao perfeccionismo de seu aspecto físico.
  • Quando escuta falas exteriores na forma de seus pais, chefes, professores, filhos, marido, “amigas” , experiências religiosas, educacionais ou profissionais, lá está o impostor trazendo as críticas da vida real, para minar seu crescimento.
  • Por fim, quando pensa que já superou algumas destas falas acima, ou qualquer outra, ela volta como fosse aquela goteira que não tem fim, lembrando que “você não é capaz”.

Se identificou com algum dos pontos acima? Se sim, o próximo passo agora é lidar com o impostor da seguinte forma: Identifique de onde ele vem e o nomeie pelo que ele é; com isso a cada ataque diga-lhe: “Não, muito obrigada. Não aceito suas sugestões sobre tal situação, pois sei que tenho capacidade e potencialidades para viver este acontecimento.” Aperte a tecla F do FODA-SE e faça acontecer.

Falando assim, parece muito simples, não é mesmo? Eu sei que não é, tem dias que a gente acaba acolhendo o impostor, ao invés de mandá-lo passear. Por isso é muito importante que busque ajuda de outras mulheres para que, ao identificar que está sendo “atacada” novamente por ele, você saiba se posicionar e seguir confiante com seus propósitos.

Eu também sofro ataques desta síndrome, ainda mais no trabalho que desenvolvo com e para mulheres, por este motivo fui buscar uma maneira que me ajudasse quando passo por tal situação. Iniciei uma atividade que tem me dado um alto grau de empoderamento para afastar o impostor de minha vida. Estou fazendo aulas de Arco e Flecha Intuitivo, na Vedana Arte e Flecha, e neste tempo que tiro para mim, foco naquilo que sei que não sou, fortaleço aquilo que sou e coloco como meta aprimorar o que ainda preciso.

Por isso, mais um desafio que te dou é que procure alguma atividade física, artística, artesanal, para que assim fortaleça o olhar positivo sobre você mesma.

Lembre que a síndrome do impostor, pode se tornar uma voz dominante em sua vida. Mas ela definitivamente não é a sua essência. Sua  essência é formada por suas habilidades, beleza, talentos, capacidades de amar e ser amada, à sua maneira, com sua SINGULARIDADE.

Convido você a tomar posse da podeROSA Mulher que você é e seguir em frente com seus sonhos e propósitos, na vida pessoal e profissional.

Aqui no Empreendedorismo Rosa temos dois programas onde abordamos de maneira muito direta a síndrome do impostor. São o Lean In Circle Empreendedorismo Rosa, que terá nova turma regular sendo iniciada no próximo dia 10.04 e uma imersão no feriado do dia 21/04. E temos ainda a Confraria ROSA, que vem empoderando mulheres através da troca continuada na vida e nos negócios.

Se desejar fazer parte destes programas mande um email para lenia@empreendedorismorosa.com.br, e terei imenso prazer em respondê-la e acolhê-la entre nós.

Feliz ABRIL!

2 Comentário

  1. Carlacosta_2014@tahoo.com.br'
    Carla Costa 3 de abril de 2017 20:07 Responder

    A terapia do fo**_se é uma prática diária contra os falsos bons conselhos que normalmente vem daqueles em quem confiamos … Apropriam-se do amor e confiança e nos manipulam… A estrada é tortuosa a percorrer, ainda bem, a paisagem fica mais dinâmica e ficamos fortes pacas…. Parabéns , e vamos ficando cada vez mais powers!!!

    • Cidade: Curitiba
  2. andressa1084@yahoo.com.br'
    andressa 18 de abril de 2017 18:45 Responder

    Lênia, depois q fiz o lean in circle e estou na confraria rosa, sou muito mais forte! Retomei uma paixao antiga, o volei, e ontem fui eleita pelo tecnico,a melhor jogadora em quadra! Escreverei em detalhes esta nova fase! Obrigada!

    • Cidade: curitiba

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

nove + dezenove =