Coloque o chapéu Rosa e comande!

Vestir o papel de comandante da sua empresa solicita da mulher uma postura arrojada e desprendida de sentimentalismo que, em geral, favorece o comportamento de liderança e o exercício do poder que sua função exige. As mulheres tendem naturalmente a amenizar sua voz de comando, quando estão em ambiente familiar ou social, entretanto num ambiente profissional, esse comportamento pode acarretar um afrouxamento da sua liderança.

Fonte da imagem: Azul Linhas Aéreas

Numa empresa de pequeno porte, a proximidade física e, muitas vezes, relacional acaba derrubando ou anulando as relações de autoridade e cobrança. A verdade é que a informalidade demasiada no trato com clientes, fornecedores e parceiros, na maioria das vezes, não combina com o relacionamento profissional.

A mistura dos papéis acontece facilmente nestes casos e acarretam algumas distorções inevitáveis. São colaboradores que se tornam confidentes ou concorrentes.  São funcionários que formam aliança fora ou dentro da empresa, a favor ou contra a mesma. São líderes que não podem cobrar ou repreender o funcionário, que de tão amigo se tornou família e, consequentemente, passam a ter dificuldade para separar as funções neste universo profissional.

Uma empresa que tem como característica um ambiente de trabalho mais informal e que mantém relações mais próximas entre seus membros também tem vantagens, que podem gerar maior produtividade e satisfação para a equipe, mas essa abertura não implica que se burlem as regras de tratamento, compromissos e as expectativas de lucratividade e crescimento.

Uma empresa, seja qual for o seu tamanho, quer e precisa crescer, vencer no mercado, precisa que seus funcionários pensem arrojadamente e profissionalmente. Quando algo sai deste contexto, o líder precisa vestir-se de comandante e fazer as mudanças necessárias. Lembre-se que é o seu negócio que está em jogo e ele precisa florescer. Vista seu chapéu Rosa e comande!

Vânia Vidal de Oliva é Psicóloga Clínica, Psicanalista com mais de 25 anos de experiência no atendimento de adolescentes, adultos e na orientação familiar. Atua hoje na Clinica Casa do Crescer na cidade de Curitiba. Coordenadora de colunista do Empreendedorismo Rosa.

2 Comentário

  1. odontologia@unimagemitajuba.com.br'
    Priscila Moraes de Carvalho 1 de dezembro de 2012 09:53 Responder

    Ótimo artigo, realmente temos que vestir o chapéu e tocar como comandantes os nossos negócios.

      • vvoliva@uol.com.br'
        Vania Oliva 1 de dezembro de 2012 19:29 Responder

        Obrigado Priscila, precisamos ter consciência da nossa responsabilidade no comando do nosso negócio.
        Abraços,
        Vania Oliva

      Deixe um Comentário

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

      *

      18 − 6 =