Qual é a sua melhor versão?

Por Tatiana Girardi

Em dada sessão dos processos de coaching, nos quais atuo, eu e coachee nos aprofundamos em descobrir quais coisas, atividades e ambientes o conecta com sua melhor versão. E aí vem um questionamento inevitável que precede este: qual é a sua melhor versão?

Eis que em pleno voo de uma planejada e esperada viagem, rumo à Itália, me peguei pensando: “e aí, Tati, qual é a sua melhor versão?” E então surgiu a ideia para essa coluna: “Qual é a sua melhor versão?” e por consequência“o que te conecta a ela?

Que tal fazermos ou refletirmos juntos, eu daqui e você daí?

Fonte da Imagem: Estúdio Trevisart

Fonte da Imagem: Estúdio Trevisart

(mais…)

Leia Mais

Abaixo a ditadura do “eu tenho que”

Por Tatiana Girardi

Desde que nos conhecemos por gente aprendemos regras e condutas as quais, obviamente, são importantes para um convívio social saudável. Não é esse o ponto que vou explorar hoje.

O que sempre me inquietou e ainda me faz pensar é a questão da tal “moldura social” a que somos submetidos, ou, a qual nos permitimos ser submetidos.

Como se, no caso de um não enquadramento, tivéssemos algum problema ou seremos taxados de ET’S , rebeldes ou sem alguns “parafusos na caixola”. Ou ainda fôssemos todos iguais, com um mesmo perfil, entrando e saindo de uma linha de montagem.

O fato é que a a moldura social é a mãe da ditadura do “eu tenho que”:

Priscila Tescaro Consultoria em Comunicação

(mais…)

Leia Mais

Minha história Empreendedora – Gaiola de Ouro

Por Tati Girardi

Vazio no peito era o que eu descrevia para a minha psicóloga ao falar sobre o meu sentimento  em relação a minha profissão e ao meu trabalho há dez anos atrás.

Apesar de gostar muito do que fazia, havia uma inquietação do meu ser e muitos questionamentos povoavam a minha cabeça: “Será que é isso mesmo que eu nasci para fazer? Será que eu sei apenas fazer isso? É isso realmente o que quero para a minha vida?”

E de “serás” vivi por um bom tempo,  até que resolvi me conhecer profundamente e escolhi a terapia para me ajudar. Durante o processo terapêutico, consegui responder aos serás que me assombravam e com muito trabalho interno, descobri que o que sanaria e resolveria aquele sentimento de vazio no peito seria um trabalho/profissão que pudesse, de alguma forma, ajudar pessoas e principalmente mudar a realidade de alguém.

Fonte da imagem: Priscila Tescaro Consultoria em Comunicação

 

(mais…)

Leia Mais

Autoconfiança – Como está a sua?

Por Tatiana Girardi

De acordo com a Wikipédia, autoconfiança é a convicção que uma pessoa tem, de ser capaz de fazer ou realizar alguma coisa.

Também é citado que a autoconfiança representa um dos pilares da autoestima, sendo definida como “uma postura positiva com relação às próprias capacidades e desempenho e inclui as convicções de saber fazer alguma coisa, de fazê-lo bem, de conseguir alcançar alguma coisa, de suportar as dificuldades e de poder prescindir de algo.” Friederike Potreck-Rose e Gitta Jacob.

Para sedimentar esse tema vale um pouco mais de teoria.

Acreditar no próprio taco combina três qualidades emocionais e espirituais: autoconsciência, que é o conhecimento de quem somos e do que de fato é importante, autoaceitação, que é acolher o ser complexo que somos; e liberdade, a capacidade de escolher o que é melhor para nosso crescimento, sem depender da aprovação dos outros.” M.J. Ryan, autora do livro O Poder da Autoconfiança.

Photo Credit: Viewminder via Compfight cc

(mais…)

Leia Mais