Ouvir para para dialogar

Por Lênia  Luz

Dia desses conversava sobre a superficialidade das discussões nos dias de hoje. Afinal em apenas um clique podemos dizer se CURTIMOS uma notícia nas redes sociais, um ícone em forma de figurinha determina nossa opinião em uma postagem de um blog, em uma conversa no whatsapp. Porém, muitas vezes, um comentário mais profundo, não gera uma pROSA sobre o tema, afinal , dá muito trabalho dialogar. Passamos parte de nossos dias “conversando”, mas o que de fato construímos para nossos vidas pessoais e empreendedoras/intraempreendedoras a partir dessas “trocas”?

 

Fonte da Imagem: Foradazonadeconforto

Hoje, apenas um clique pode dizer se CURTIMOS uma notícia nas redes sociais, um ícone em forma de figurinha determina nossa opinião em uma postagem de um blog, em uma conversa no whatsapp. Porém, muitas vezes, um comentário  mais profundo, por vezes não gera uma pROSA  sobre o tema, afinal , dá muito trabalho dialogar.  Passamos parte de nossos dias “conversando”, mas o que de fato construímos para nossos vidas pessoais e empreendedoras a partir dessas “trocas”?

Trago para você um desafio: Gaste mais tempo compartilhando seu pensar, seja nas redes sociais ou presencialmente. Mas não permita que ele seja tratado com superficialidade. Busque pares para discussões mais profundas e que possam inclusive gerar novas ideias, novos negócios ou até mesmo mudanças em seu modo de ver e realizar o empreender/intraempreender diário.

Exercite a “Escutatória”, como bem nos inspirou Rubem Alves: “Sempre vejo anunciados cursos de oratória. Nunca vi anunciado curso de escutatória. Todo mundo quer aprender a falar… Ninguém quer aprender a ouvir.” Praticando a máxima do ouvir conseguiremos falar com mais profundidade, generosidade, soma,  multiplicação, partilha,  cooperação e co-criação. O mundo empreendedor precisa muito de tudo isso, junto e misturado, conexões que gerem novas construções.

Que um agosto de construções com alicerces fortes, e não com bases rasas, que qualquer vento pode derrubar.

Beijos de conexão entre o ouvir e o falar.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

seis + quatro =