Tudo já deu certo

Por Lênia Luz

Ao participar das atividades em celebração ao dia das Mães, na escola de meu caçula, Vitor, me vi vivendo tudo de novo.

Tenho três filhos do primeiro casamento, e fui mãe muito cedo (para os dias de hoje), mas em uma idade natural para a minha geração. Tive Gabriela, Natália e Daniel muito próximos e confesso que hoje quando penso que morava longe da família não sei como dei conta. Cometia insanidades (aos olhos dos outros) de ir ao mercado e os colocar no carrinho com medo de perdê-los, uma loucura!

Na época escolar, no dia das mães, participava de pelo menos três festinhas, pois cada um estava em uma turma. Curti cada momento e tenho lindas lembranças em minha mente e coração.

Fonte da imagem: arquivo pessoal

Vitor é o filho “temporão”, de uma linda história de amor com Marcio, meu marido. Sem planejamento ele veio, e veio decidido a mudar tudo na minha vida. Minha maneira de ser, meu olhar sobre as exigências da maternidade. Decidimos, como casal, que Vitor entraria na escola mais tarde, por conta de nossa vida de empresários e consultores de franquias. Viajamos muito e Vitor sempre nos acompanhou. Nestes 4 anos de vida foram muitos treinamentos para clientes, amamentação, reuniões, fraldas, produção de projetos no computador, sling, skypes e sobrevivemos todos, Vitor e eu.

Ao chegarmos à escola, NOSSA 1ª. festinha de dia das mães juntos, tínhamos cinco oficinas para participarmos juntos. Fui logo perguntando a ele o que ele queria fazer. Ele prontamente e todo feliz me disse: “Música, música!”. Seguimos para a sala de música, sentamos juntos, cantamos, tocamos reco-reco e ao final tivemos um momento onde os filhos ficavam aninhados no colo das mães, enquanto a professora cantava uma música de ninar. Ali por alguns minutos, eu e Vitor ficamos nos olhando, agarrados um ao outro e nasceu em mim uma gratidão gigante por ser mãe de novo.

Administrar duas empresas, uma rentável outra ainda alçando voo, administrar uma família grande, trabalhar mais de 12 horas por dia, às vezes me exige um esforço sobre-humano. Mas saber que posso escolher um (ou mais de um) momento e parar tudo, quando eu bem quiser, para só me conectar aos meus filhos, isso não tem preço.

Vida empreendedora não é fácil, vida materna também não é, mas existem situações que a gente se sente assim, como quando estive com Vitor hoje, com a certeza de que tudo já deu certo.

0 Comentário

  1. Marcio Aurelio 21 de maio de 2014 06:58 Responder

    Lênia me emocionando mais uma vez…

      • Lênia Luz 21 de maio de 2014 14:02 Responder

        Você faz parte Marcio Aurelio 🙂

      • silviacorte@live.com'
        Silvia Corte 21 de maio de 2014 08:16 Responder

        Bom dia!
        Enquanto lia seu post e refletia sobre o que escreveu um pensamento passava pela minha cabeça: como ela consegue?
        Eu me envolvo demais em tudo o que leio e vejo por aqui, e tenho aprendido muito.
        Agora, por exemplo, estava aqui imaginando, eu tenho uma família pequena, minha filha tem 04 anos também, só tenho ela, e muitos projetos na vida, por que não posso realiza-los? Posso sim! Você me encoraja muito sabia? Levei muito tempo para dar o primeiro passo, mas agora vou em frente. Chega de desculpas.
        Gostaria de agradecer por seu trabalho, porque faz a diferença na minha vida.
        Parabéns pela força e pela garra.
        Beijos
        Silvia Corte

          • Lênia Luz 21 de maio de 2014 14:04 Responder

            Silvia, o primeiro passo você já deu: Quer mudar!
            Lembre-se que o importante é ter foco força e fé e uma familia que te apoie. E isso me parece que você já tem!. Abreijos ROSA agradecidos pelo seu carinho .

          • ackolb@cewmarketing.com'
            Ana Cristina 23 de maio de 2014 13:56 Responder

            Muito lindo seu post, eu acho que mulheres empreendedoras são mulheres apaixonadas e intensas, são maes natas, tenho certeza que é este amor INFINITO que voce tem pela sua família, que também te inspira e da a energia pra todas os outros filhos (empresas e projetos) Parabens Lenia pela inspiração e testemunho vivo de que é possível sim, ter tudo, pode não ser fácil, mas vale mais do que a pena!!!!! Namasté 🙂 e o que damos, recebemos infinitamente de retorno!!!!! Sucesso sempre!!!!! 🙂

              • Empreendedorismo Rosa 23 de maio de 2014 17:31 Responder

                Ana,grata pelo carinho e vejo assim mesmo, nós que empreendemos naquilo que acreditamos, somos de fato apaixonadas e intensas. Beijos ROSA de carinho

              Deixe um Comentário

              O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

              *

              onze + dezoito =