Empreender é ser uma versão beta todos os dias

Por Cássia Gomes

Dia desses ouvi alguém dizer que a vida é uma versão beta. Como assim? Eu explico. Trocando em miúdos versão beta é o nome dado a fase de um produto em desenvolvimento, mas que é considerado aceitável para ser lançado ao público em uma versão de teste. Hum…Veja bem!
Num primeiro momento me recusei a concordar porque pensei nessa minha nova jornada, agora de mãe, esposa, profissional, com mil coisas para fazer durante o dia, sem tempo para experimentações. Preciso ser assertiva… na maioria das vezes. Será?

 

Fonte da Imagem: Cida Demarchi

Fonte da Imagem: Cida Demarchi

Era tarde da noite, entrei no quarto do pequeno que estava em sono profundo, recuei para não acordá-lo. Depois já no meu quarto desejei boa noite para o marido, deitei e voltei a pensar no assunto. Concordei. A minha, a nossa vida, é sim uma versão inacabada. Perceba:
• Buscamos com frequência algo que nos permita melhorar a nossa vida pessoal e profissional.
• Queremos normalmente dar um upgrade na aparência, mudar o cabelo, emagrecer, usar um acessório diferente.
• Testamos receitas na cozinha.
• Trocamos a pintura de uma parede, a decoração de uma sala.
• Experimentamos caminhos diferentes na volta pra casa.
• Mudamos de ideia quando somos convencidos pelo argumento de outra pessoa.
• Sentimos sensações novas a cada amanhecer.

E por aí vai. Mudamos, testamos, o tempo todo, a todo tempo.

Ufa, parece óbvio, mas para mim essa constatação fez todo sentido, porque tenho uma ideia para empreender que está ganhando corpo, e no meio do caminho encontrei o Empreendedorismo Rosa, um lugar frequentado por mulheres incríveis, donas do seu negócio. O pouco que observei nas trocas de experiências que rola na Confraria Rosa, notei que mesmo com seus empreendimentos indo de vento em popa, acho que elas se permitem uma “mentalidade empreendedora em versão de testes”. Elas são motivadas a testar, experimentar, fazer o novo de forma diferente. E olha que legal, cada uma a sua maneira, direta ou indiretamente, elas contribuem para a criação de novas ideias ou de soluções para diferentes desafios, uma da outra. Uau! Me senti confiante.

Resumo da ópera, sou uma aspirante a empreendedora versão beta. E ao vivenciar o empreendedorismo feminino na Confraria do Empreendedorismo Rosa, entendi que empreender vai além de ter o próprio negócio, mas é a capacidade de se reinventar, de inovar, de buscar soluções independente da situação, é ter atitude, auto liderança, perspectiva, ser resiliente, é estar aberta constantemente à novas possibilidades, é estar sujeito a mudanças. Empreender é permitir ser uma versão beta todos os dias.

*Cássia Gomes é formada em comunicação social, atriz, mãe, esposa, alto astral. Aspirante a empreendedora.Gosta de um bom papo e de escrever com alma e coração. E além de tudo isso, ainda nos INSPIRA.

Leia Mais

Venha fazer parte do Prêmio Citi Jovens Microempreendedores.

Por Empreendedorismo Rosa

Ações como essa, o Empreendedorismo Rosa tem grande alegria em parceirizar, afinal queremos que o ecossistema empreendedor cresça com qualidade e comprometimento. Aliança Empreendedora, com patrocínio da Citi Foundation e apoio do Citi, abre as inscrições do Prêmio Citi Jovens Microempreendedores 2016, com o objetivo de identificar, treinar e premiar jovens microempreendedores que estejam promovendo o desenvolvimento em suas comunidades em todo o Brasil.

Premiação para jovens microempreendedores

Jovens de 18 a 35 anos que estejam empreendendo em negócios, formalizados ou não, ou que tenham uma ideia de negócio que gostariam de colocar em prática podem se inscrever. As inscrições são gratuitas e acontecem exclusivamente através do site www.pcjm.com.br.

A seleção dos empreendedores vencedores acontece em duas fases:

  1. Na primeira etapa, serão escolhidos 20 finalistas, que serão premiados com um vale-presente no valor de R$ 1 mil*, capacitação presencial em São Paulo-SP*, além dos custos de viagem*.
  2. A segunda etapa acontece em São Paulo-SP, onde os 20 microempreendedores finalistas irão apresentar seus negócios e ideias de negócio para uma banca de especialistas. A partir disso, os jurados selecionarão quatro vencedores finais: dois na categoria negócio e dois na categoria ideia de negócio.

Os primeiros lugares de cada categoria levam um prêmio de R$ 6.500 e os segundos lugares uma premiação de R$ 4.500, todos em barras de ouro.

As inscrições vão até dia 15 de janeiro e a revelação do resultado acontece no dia 20 de abril de 2017, em evento em São Paulo-SP. O regulamento completo está disponível no site e essa promoção foi autorizada pela Secretaria de Acompanhamento Econômico, certificado de autorização SEAE/MF 03/0484/2016.

Premiação para a organização social

Para a categoria de Organização Social Mais Transformadora, as inscrições abrem no dia 6 de dezembro e vão até dia 14 de fevereiro e a eleita pelo júri recebe um diploma de reconhecimento* e duas bolsas de estudo no valor de R$ 1.100,00* que podem ser utilizadas por dois membros da instituição em cursos com a INK, referência no assunto de gestão de projetos, além de um pacote de viagem para São Paulo para uma pessoa.

“O Prêmio reforça o compromisso da Citi Foundation em ressaltar a importância do microempreendedorismo no desenvolvimento da economia do Brasil. Fundamentado sobre o impacto gerado pelos 10 anos do Prêmio Citi Melhores Microempreendimentos, a iniciativa se renova para alcançar um público jovem que começa a empreender, mas que não tem experiência e acesso fácil ao conhecimento ou aos serviços de negócios. Queremos divulgar as histórias de sucesso e motivar os jovens para que impactem positivamente suas comunidades”, afirma Priscilla Cortezze, Superintendente de Assuntos Corporativos e Sustentabilidade do Citi.

Fonte da Imagem: Prêmio Citi Jovens Microempreendedores

Fonte da Imagem: Prêmio Citi Jovens Microempreendedores

SOBRE A CITI FOUNDATION

A Citi Foundation trabalha para promover o progresso econômico em comunidades ao redor do mundo, com foco em iniciativas que ampliem a inclusão financeira. Dessa forma, colaboramos com parceiros altamente qualificados para criar melhorias econômicas que fortaleçam famílias e comunidades de baixa renda. Por meio da abordagem “Mais que Filantropia”, os recursos de negócios e capital humano do Citi elevam nossos investimentos e impacto filantrópicos. Para mais informações, visite WWW.CITIFOUNDATION.COM ou citibank.com.br/institucional/sustentabilidade.

SOBRE O CITI

O Citi, banco global líder, tem aproximadamente 200 milhões de contas de clientes em mais de 160 países e jurisdições. O Citi disponibiliza para pessoas, corporações, governos e instituições uma ampla variedade de produtos e serviços financeiros, incluindo serviços bancários e de crédito ao consumidor, serviços bancários corporativos e de investimento, corretagem de valores e administração patrimonial. Para mais informações sobre o Citi, favor acessar: WWW.CITIBANK.COM.BR | Twitter: @CITIBRASIL | YouTube: WWW.YOUTUBE.COM/CITIBRASIL | Blog: HTTP://CITIBRASIL.WORDPRESS.COM/ | Facebook: WWW.FACEBOOK.COM/CITIBRASIL

SOBRE A ALIANÇA EMPREENDEDORA

Organização social que trabalha apoiando empresas, organizações sociais e governos a desenvolver modelos de negócios inclusivos e projetos de apoio a microempreendedores de baixa renda, ampliando o acesso a conhecimento, redes, mercados e crédito para que desenvolvam ou iniciem seus empreendimentos. Desde 2005 já apoiou mais de 29.909 microempreendedores, através de 109 projetos e mais de 50 parceiros, gerando novas oportunidades de negócios, trabalho e renda através do empreendedorismo, promovendo inclusão e desenvolvimento econômico e social.
No Brasil, também é membro oficial da Youth Business International e da Rede ANDE (Aspen Network of Development Enterpreneurs).

Para saber mais, acesse: http://aliancaempreendedora.org.br/

 

Para mais informações de imprensa sobre o Prêmio Citi Jovens Microempreendedores 2016

Growth Comunicações

Nathália Sanches – nathalia@growthcomunicacoes.com.br

Débora Fôlego – debora@growthcomunicacoes.com.br

Sergio Sanches – sergio@growthcomunicacoes.com.br

(11) 2626-0567

Acesse o Site do PCJM: http://pcjm.com.br e inscreva-se!

Leia Mais

Ganhar o mundo: Faça parte deste programa!

Por Empreendedorismo Rosa

Fundação CSN promove Programa Ganhar o Mundo com seleção de 30 jovens mulheres. O programa ofertará PREP Course e curso de inglês online, além de possibilitar intensivo de inglês nos EUA e graduação em Barnard College, em Nova York

A Fundação CSN realiza o Ganhar o Mundo, um programa de bolsas de estudos, patrocinado pela CSN, em parceria com a Barnard College, em Nova York. Voltado exclusivamente a jovens mulheres, o programa tem como requisitos ter idade entre 15 e 18 anos (completos em 2016), estar cursando ou ter concluído o Ensino Médio, ter nível intermediário de inglês e inscrever-se no site www.ganharomundo.com.br até o dia 30 de dezembro de 2016.

Após processo seletivo, 30 jovens mulheres serão contempladas com curso preparatório para graduação no exterior, incluindo PREP Course, a cargo da Fundação Estudar, e curso de inglês online. Além disto, poderão concorrer a um curso intensivo de inglês nos EUA, vivência internacional (Pre-College Program) e bolsa de estudo para graduação em Barnard College, em Nova York.

O processo seletivo contará com teste de inglês online, prova de conteúdo e redação, upload de um vídeo de dois minutos com apresentação pessoal e defesa da candidatura no programa. O resultado da seleção será divulgado no dia 30 de janeiro de 2017. As 30 candidatas selecionadas participarão do processo formativo composto de curso preparatório para estudar no exterior (PREP Course) e curso de inglês online, ambos gratuitos.

Depois desta etapa, as candidatas estarão melhor preparadas para  encarar processos seletivos  de universidades no exterior, e poderão ainda concorrer a bolsas de até 100% para cursos no exterior: curso intensivo de inglês nos EUA, Pre-College Program e bolsa para graduação em Barnard College (NY).

Para a diretora de Recursos Humanos da CSN, Rosana Passos de Pádua, o programa Ganhar o Mundo vai além da formação acadêmica. “Por meio da vivência no exterior, as jovens mulheres terão a oportunidade de conhecer uma nova cultura, interagir com pessoas de países diversos e enriquecer suas experiências. Esse programa tem tudo a ver com o trabalho que é desenvolvido pela Fundação CSN que, ao longo dos anos, vem concedendo bolsas de estudos para jovens em suas escolas”, conclui.

 

Sobre a Fundação CSN

Há 55 anos, a Fundação CSN, braço de responsabilidade social da CSN, tem a educação como base norteadora de seus projetos sociais e atua nas áreas de cultura, esporte, meio ambiente e assistência social, em parceria com o poder público e privado, contribuindo para o desenvolvimento do país. Por meio de mecanismos de incentivos fiscais, desenvolve o Projeto Garoto Cidadão e outros projetos integrados, com o Centro Cultural Fundação CSN, em Volta Redonda (RJ). Também realiza o Histórias que Ficam, programa de consultoria, fomento e difusão do documentário brasileiro.

Para preparar jovens para o mercado de trabalho, promove um curso de capacitação profissional no Hotel-escola Bela Vista, em Volta Redonda. Possui ainda atuação destacada no Programa Jovem Aprendiz, com mais de 10 mil capacitados no programa. A Fundação tem como tradição a concessão de bolsas de estudos na ETPC, em Volta Redonda (RJ), e no CET, em Congonhas (MG) e, no ano de 2016, lança um programa de bolsas de estudos no exterior gratuito, o Ganhar o Mundo.

Sobre a CSN

Um dos mais eficientes complexos siderúrgicos integrados do mundo, a CSN atua com destaque em cinco setores: siderurgia, mineração, logística, cimento e energia. Atualmente, entre seus ativos, a empresa conta com uma usina siderúrgica integrada; cinco unidades industriais, sendo três delas no exterior; minas de minério de ferro, calcário, dolomita e estanho; uma forte distribuidora de aços planos; terminais portuários; participações em ferrovias; e participação em duas usinas hidrelétricas.

Fundada em abril de 1941, a CSN foi a primeira produtora integrada de aço plano no Brasil, um marco no processo de industrialização do país. Seu aço viabilizou a implantação das primeiras indústrias nacionais, núcleo do atual parque fabril brasileiro. Privatizada em 1993, a Companhia vem, desde então, modernizando-se e diversificando sua atuação. O grupo está presente em 18 Estados brasileiros e também atua em três outros países – Estados Unidos, Alemanha e Portugal. Suas ações estão listadas nas Bolsas de Valores de São Paulo (BM&FBovespa) e de Nova York (NYSE).

 

Mais informações:

Assessoria de Comunicação da Fundação CSN

Tel.: 11 5033-4659

lais.dias@csn.com.br

Leia Mais

2017 já chegou!

Por Lênia Luz

Se você está entrando em dezembro com aquela conversa de que: Ainda bem que é dezembro, “Não aguento mais este ano”,” Acaba logo”, Não tenho mais forças para fazer nada”, aconselho a parar de ler este post agora.

Se decidiu continuar a ler, a música que me inspirou a escrevê-lo, foi essa AQUI, aumente o som e vem comigo!

Fonte da Imagem: Estúdio Trevisart

                                             Fonte da Imagem: Estúdio Trevisart

 

Primeiro , natural que estejamos com esta sensação de cansaço, afinal o ano de 2016 foi repleto de altos e baixos, certo? Mas ficar com este MIMIMI não nos levará a lugar algum. É hora de olhar para 2017 que já está aí nos sorrindo, apesar das previsões nada positivas para a economia de nosso país. Mas sou aquela que acredita que ” quem sabe faz a hora não espera acontecer”, portanto hora de permanecer com as mãos na massa.

O fato é que como empreendedores, futuros empreendedores ou intraempreendedores, este é o momento de rever as estratégias, fazer o planejamento, alinhar parcerias e olhar com positividade para o horizonte que temos a nossa frente. Para isso precisamos de muito bom humor e boa energia, pois do contrário permaneceremos carregando o peso do “mas”, do “acho que”, “ deixa para ano que vem”, “depois eu faço” e assim por diante.

Ouvi dia desses em um de nossos treinamentos: “ Ah! mas só vou fazer isso em março, depois do Carnaval. Pois todo mundo faz assim”.  OIIII? Como assim?  Caso você possa tirar férias ou uns dias de descanso, ótimo, aproveite! Mas nada de entrar na onda de que as coisas no nosso país só começam depois do Carnaval.  Hora de mudarmos esta cultura de “depois a gente faz”  para a cultura do “vai lá e faz”.

Aqui  já começamos a viver o 2017  com a hashtag #fazendoacontecer2017.  Te desafiamos a compartilhar conosco quais são as estratégias que está pensando e escrevendo para sua vida pessoal, empreendedora e intraempreendedora, para o novo tempo que começa HOJE.

Beijos de um dezembro de FELIZ ANO NOVO!

Em tempo: Aguardo seu email: contato@empreendedorismorosa.com.br e sua foto marcando o Empreendedorismo Rosa no Instagram com #fazendoacontecer2017 

Em tempo2: Dia 09/12 teremos nosso Happy Hour com pROSA com o tema:Prepare sua Empresa para 2017″ ,  a Embaixadora de nossa Confraria ROSA, a jornalista Thays Maria Beleze e a empresária Vanessa Riva da agência Quark Design, estarão conosco no fechamento de nossas atividades de 2016 dando podeROSAS para seu planejamento de 2017. Você não vai ficar de fora, certo? Inscreva-se aqui:https://goo.gl/JiSoIY

 

Leia Mais

Mulher Empreendedora faça parte do Desafio Geração Empreendedora no Paraná

Por Empreendedorismo Rosa

Desafio Geração Empreendedora no Paraná vai reconhecer jovens empreendedores que trabalham com tecnologia

As inscrições para participar do projeto – que além do reconhecimento, vai oferecer um treinamento online para jovens empreendedores – já estão abertas

Empreender nunca esteve tão em pauta. Com a crise econômica e com a falta de segurança no emprego formal, muitos brasileiros optam pelo empreendedorismo como uma alternativa de fonte de renda. No entanto, a maioria dos empreendedores encontram dificuldade em iniciar e manter seus negócios, muitas vezes por falta de conhecimento em empreendedorismo e gestão. De acordo com dados do IBGE, após o primeiro ano de funcionamento, cerca de 158 mil empresas fecharam as portas no Brasil.

Por conta desta dificuldade que o Geração Empreendedora – Desafio Paraná foi criado. Promovido pela Aliança Empreendedora, o objetivo do projeto é capacitar jovens que desejam iniciar um empreendimento ou querem expandir seus negócios atuais.  Iniciativa pioneira no estado do Paraná, essa edição irá promover e reconhecer jovens empreendedores do estado. E para participar, é simples. Basta ter entre 18 a 35 anos, residir em qualquer cidade do Paraná, ter vontade de se desenvolver como empreendedor e possuir alguma ideia de negócio ou negócio, ou mesmo um negócio com impacto social, que envolva tecnologia.

Fonte da Imagem: Desafio Paraná

Fonte da Imagem: Desafio Paraná

O projeto é dividido em etapas e a primeira está sendo lançada agora em setembro. Os interessados podem se inscrever no site www.desafioparana.com.br, onde terão acesso a um treinamento inteiramente gratuito no formato de uma web série com 12 episódios, intercalado com desafios para incentivar que os empreendedores apliquem os conhecimentos adquiridos na prática. Assim que o empreendedor terminar a série, terá acesso ao certificado de conclusão. Com ele, será possível se inscrever até o dia 14 de outubro no Geração Empreendedora – Desafio Paraná para concorrer ao acesso de benefícios exclusivos como, mentoria, capacitação presencial, e investimento de R$ 7 mil para iniciar ou impulsionar o negócio.

Na fase final de seleção serão indicados os finalistas que se destacaram com projetos nas três categorias propostas pelo Desafio: Ideia de Negócio; Negócio (mínimo de seis meses de existência) e Negócio com Impacto Social (mínimo de seis meses de existência e que envolva algum impacto social no serviço/produto ofertado). Em todas as categorias envolver tecnologia é requisito para a inscrição. As despesas de viagem, hospedagem e alimentação vão ser pagas pela Aliança Empreendedora. Dos finalistas, três vão receber investimento em seus negócios de R$ 7 mil. O anúncio dos empreendedores destaque vai acontecer em dezembro deste ano, no Palácio do Governo do Estado do Paraná.

Serviço: Geração Empreendedora – Desafio Paraná
Capacitação online e investimento para negócios – Custo: Gratuita
Prazo de inscrição: de 12/09 a 14/10 somente pelo site www.desafioparana.com.br

Leia Mais

A importância de criar uma criança empreendedora

Por Bárbara Stock

Empreender não é apenas ter um negócio, isso é ser empresário. Empreender é um estilo de vida, um jeito de enxergar o mundo e fazer diferença na vida das pessoas. Empreender se trata de: Ser protagonista da própria vida, ter empatia, impactar e inspirar pessoas, ser criativo e visionário, não ser a vítima e acima de tudo é agir independente status quo! UAU! Empreender é ser um super herói do cotidiano! Sim, se trata!

Conhece a frase popular “Estar bem quando tudo vai bem, até os medíocres conseguem”? Pois é, aí que entra o lado empreendedor, quando você se mantém produtivo, criativo e humano mesmo quando tudo vai mal. E estar na maré ruim é algo bem comum até, aos empresários e empreendedores.

Fonte da Imagem: Larissa Grabowski

Fonte da Imagem: Larissa Grabowski

Quando você trabalha essas características empreendedoras desde a infância, você não está impedindo uma criança de falhar, ao contrário, você a está ensinando que falhar faz parte, mas que o importante é aceitar a queda, se recuperar rápido e voltar para luta até vencer.

Educar uma criança para empreender se trata de ensinar que o importante não é competir e sim, VENCER! Mas…. Ninguém vence sem aprender a perder. Então significa que você não educa um filho para competir com os outros, você educa um filho para competir e superar a si mesmo, sabendo perder e com o erro aprendendo a vencer, sempre mantendo o foco.

Empreender significa perceber e se colocar no lugar dos outros e com isso conseguir solucionar seus problemas e quanto mais problemas das pessoas você resolver, mais dinheiro você ganhará. Praticar empatia com as crianças garante ao mundo seres humanos melhores e com mais potencial de fazer a diferença na sociedade. Empatia é questão de exercício e deve ser praticada todos os dias.

O empreendedor é uma pessoa de visão, ele costuma perceber oportunidades onde as pessoas veem problemas e é uma característica que também deve ser trabalhada desde a infância. Experimente estimular a criatividade para solução de problemas com seus filhos, mostre a ele que de algo que deu errado pode sair coisas melhores, faça-o pensar! Mostre também que às vezes um não pode ser um presente!

Como? Esses dias tentei levar meu filho na Casa da Lego e não conseguimos entrar, daí eu e o pai dele explicamos que foi até melhor porque estava chovendo e bastante cheio e ele não conseguiria se divertir e que visitar com horário marcado no dia seguinte seria melhor. Como criança, ele é imediatista e como bom imediatista, começou a ensaiar um choro quando o pai disse:  “ Filho, você quer um picolé de pepino?” Meu filho sem entender respondeu que não. Então o pai disse: “ Tá vendo como às vezes a palavra não é uma coisa boa? Se você tivesse aceitado o picolé ia ter que comer uma coisa ruim”.

É exatamente esse o espírito, mostrar que situações aparentemente ruins podem ser tornar boas e que com criatividade solucionamos e melhoramos tudo!

Leia Mais