Nós apoiamos o Novembro Azul – Mês do bigode!

Novembro Azul quer alertar os homens sobre os cuidados com sua saúde.

Fonte da imagem: Projeto Ilumina

O movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa remete à cor do laço que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades. A inciativa começou nos Estados Unidos, com ações isoladas referentes ao câncer de mama e mamografia no mês de outubro. Posteriormente, houve a aprovação do Congresso Americano que tornou outubro o mês americano de prevenção do câncer de mama.

A história do Outubro Rosa remonta à última década do século 20, quando o laço cor-de-rosa foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York, em 1990 e, desde então, promovida anualmente na cidade.

A ação de iluminar de rosa monumentos, prédios públicos, pontes, teatros e etc surgiu posteriormente como uma forma prática para que o Outubro Rosa tivesse uma expansão cada vez mais abrangente para a população e que, principalmente, pudesse ser replicada em qualquer lugar, bastando apenas adequar a iluminação já existente. A popularidade do Outubro Rosa alcançou o mundo de forma bonita, elegante e feminina, motivando e unindo diversos povos em torno da causa. Isso faz que a iluminação em rosa assuma importante papel, pois tornou-se uma leitura visual, compreendida em qualquer lugar no mundo.

Após o Outubro Rosa, mais um importante passo inicia pela prevenção. O foco passa a ser contra o câncer de próstata. Seguindo exemplo, o Novembro Azul integra a programação mundial para conscientizar o sexo masculino nos aspectos da prevenção da doença. Em menos de 30 anos, a taxa de mortalidade nos homens brasileiros por câncer de próstata aumentou mais de 95% e é o segundo câncer mais comum entre os homens, sendo o primeiro o de pele não melanoma. Conforme o Ministério da Saúde, são mais de 50 mil casos novos todo ano, com o número de mortes ultrapassando os 12 mil registros. O mês ainda tem um reforço nessa luta: 17 de novembro é o Dia Nacional de Combate ao Câncer de Próstata.

Se o Outubro Rosa remete à cor do laço que simboliza, internacionalmente, a ação é contra o câncer de mama, no Novembro Azul, o bigode entra em cena. A fundação Movember promove um evento para conscientização e arrecadação de fundos para a luta contra o câncer de próstata e outras doenças masculinas. O nome da entidade é uma brincadeira com as palavras “moustache” ou “mo”, “bigode” em inglês, e o nome do mês.

FAÇA PARTE DESTA CAMPANHA!

Imprima o bigode abaixo, tire uma foto e envie para gente que potaremos em nossa página no Facebook. Vamos divulgar essa ideia?

Fonte da imagem: Empreendedorismo Rosa

O evento aconteceu pela primeira vez em 1999 na Austrália. A fundação existe desde 2004 e hoje conta com a adesão de instituições nos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Dinamarca, Espanha e Grécia, entre outros países.

A iluminação rosa em monumentos, prédios públicos, pontes, teatros e etc durante o mês voltado à prevenção feminina volta para o Novembro Azul, apenas com a mudança na cor. O objetivo é facilitar uma leitura visual, compreendida em qualquer lugar no mundo.

Aproveite e inscreva-se para nossa caminhada Rosa e Azul no próximo dia 26/11 no Jardim Botânico, em Curitiba. Acesse: https://goo.gl/2Oym34  e venha fazer diferença conosco.

Leia Mais

Empreender também é silenciar

Por Lênia Luz

E novembro chegou, para mim, com a perda irreparável de meu primeiro sobrinho, Ale Irala , e de minha amorosa mãe, Elyesita, em um espaço de tempo de  menos de 36 horas, entre um e outro. Diante de tamanha dor, me restou enfrentar o momento, parar, aquietar e simplesmente silenciar.

É o que tenho buscado fazer desde 5a feira passada, ficando quietinha, acolhendo todo amor de minha Equipe LUZ, das Confrades da Confraria ROSA, de outros familiares, amigos e conhecidos. E quando vem aquela vontade de pensar as mil coisas que tenho para fazer neste mês,  a dor se manifesta como que me dizendo: “silencie Lênia, silencie”.

E para o mês de novembro, onde celebramos a Semana Global de Empreendedorismo,  o Dia Global do Empreendedorismo Feminino e o Novembro Azul deixo para vocês algumas das minhas reflexões destes dias de sombra e luz, diretamente ligadas a estes temas.

Fonte da Imagem: Estúdio Trevisart

Fonte da Imagem: Estúdio Trevisart

 

  • Relembrei a leitura do livro Atenção Plena – Mindfulness de Mark Williams e Danny Penman lançado aqui no Brasil pela Editora Sextante, onde meu objetivo foi o  de alcançar o equilíbrio e a paz que tanto buscamos em nós mesmos. Para você que como eu empreende, talvez entenda melhor esta busca, afinal este ano, economicamente falando, está sendo um desafio maior para nós que temos uma empresa para dar conta, seja ela mini, micro ou master. Mindfulness é uma prática para a vida, que mostra coisas que estavam bem ali e não percebemos. Estar plenamente consciente nos mostra que pequenas ações podem ser mais do que simples ações. Lavar a louça,  pegar uma revista, encher uma xícara de café ou simplesmente silenciar. Se você realmente observar o que está fazendo, enxergará as coisas de outra maneira. Bora lá tentar?
  • Comecei, e ainda não terminei, a assistir a série  ‘Gilmore Girls” no Netflix. A série conta a história do cotidiano da mãe solteira Lorelai Victoria Gilmore (Lauren Graham) e sua filha Lorelai “Rory” Leigh Gilmore (Alexis Bledel) que vivem no pequeno povoado fictício de Stars Hollow, em Connecticut, pequena cidade com personagens bem peculiares e localizada cerca de trinta minutos de Hartford. A série explora diversos assuntos como família, amizades, conflitos geracionais e classes sociais. Destaco que a série mostra que mais que qualquer trabalho e conquista, o que vale são as relações de afeto. No ambiente empreendedor, o hotel em que Lorelai ( mãe) intraempreende, mostra que ter seu próprio negócios não é para todos, como costuma se ler e ver por aí. Não é fácil, não é brincadeira, não basta um investidor para se alcançar seus objetivos. Mas exige escolhas e renúncias diárias.
  • Ao me ver silenciada, por conta de duas grandes perdas relacionais e afetivas, vi que preciso ficar mais atenta aos sinais que o meu corpo vem dando, portanto depois de um Outubro Rosa seguimos apoiando os cuidados com a saúde. Agora desejamos que nossos homens (maridos, namorados, filhos, irmãos, parceiros, sócios) atentem não somente a campanha do Novembro Azul, mas a necessidade que têm de darem uma paradinha para cuidar de sua saúde física e não somente da mental. Aproveito para  convidar a participarem todos, mulheres e homens,  de nossa caminhada em prol do Outubro Rosa e do Novembro Azul ( Acesse: https://www.sympla.com.br/caminhada-poderosa__92930)
  • E a última reflexão veio ao assistir o show do Teatro Mágico no Palco Brasil, pela televisão. Sou fã da banda pela musicalidade e pela poesia que apresentam de maneira tão original. Como empreendedoras da vida devemos saber a hora de ficar, partir, reciclar, revisar, retomar, acolher e se permitir ser acolhida. Dentre as músicas que falaram alto a minha mente e coração e que se encaixou a estes dias de silenciar deixo com vocês  “Reticências” que diz:

” Quanta mudança
Alcança o nosso ser
Posso ser assim
Daqui a pouco não

Se agregar não é segregar
Se agora for, foi-se a hora
Dispensar não é não-pensar
Se saciou, foi-se embora

Se lembrar não é celebrar
Dura é a dor quando aflora
Esquecer não é perdoar
Se consagrou, sangra agora

Tempo de dar colo, tempo de decolar
O que há é o que é e o que será
(nascerá, nascerá…)

Reciclar a palavra, o telhado e o porão…
Reinventar tantas outras notas musicais…
Escrever o pretexto, o prefácio e o refrão…
Ser essência… Muito mais…
A porta aberta, o porto acaso, o caos, o cais…

Se lembrar de celebrar muito mais..”

Por fim, desejo que as ações empreendedoras de sua vida e de seus negócios gerem bons frutos, com muita celebração com quem lhes é caro, a começar por você mesma.

Um novembro de muita LUZ interior.

Leia Mais

Quem empreende apoia o Outubro Rosa

Por Empreendedorismo Rosa

 

Parceira da mulher em todos os momentos, no Outubro Rosa, mês de prevenção do câncer de mama, a marca de moda íntima gaúcha Elegance realiza ações especiais em prol à causa em Guaporé, município sede da empresa, e nas lojas em Porto Alegre. As instituições beneficiadas esse ano serão as Ligas de Combate ao Câncer das respectivas cidades.
Em Porto Alegre, 15% das vendas de sutiãs durante os sábados de outubro serão revertidas à Liga de Combate ao Câncer da capital. Já em Guaporé, será realizado o Bazar Rosa com vendas de produtos de outlet. A ação será coordenada por funcionários voluntários em 4 bairros da cidade. O valor de 50% das vendas, será revertido para a Liga de Combate ao Câncer de Guaporé.
Bairro São Cristovão – 8/10 – a partir das 13h30 – Salão Comunitário
Bairro Pinheirinho – 15/10 – a partir das 13h30 – Salão Comunitário
Bairro Bom Jesus- 22/10 – a partir das 13h30 – Salão Comunitário
Bairro São José – 29/10 – a partir das 13h30 – Salão Comunitário

14449819_1139731872770884_6105067014701472923_n

Há cinco anos a Elegance já apoia a causa da prevenção do câncer de mama de forma ativa, engajando pessoas e revertendo valores para instituições atuantes na causa. “Somos uma empresa feminina, temos como missão apoiar as mulheres em todos os momentos de vida. O engajamento envolve a todos da Elegance e por isso desde o ano passado estamos imbuídos em avançar nesse sentido, tiramos da gaveta um sonho antigo da marca: desenvolver um sutiã para mulheres mastectomizadas. O desafio é grande e está apenas iniciando”, destaca a sócia-presidente Eliane Magnam. O projeto de desenvolvimento de sutiã para mulheres mastectomizadas envolve entidades acadêmica e do terceiro setor e está em fase inicial, com previsão de lançamento para 2017.

Sobre Elegance

Quem você quer ser hoje? Antenada, Romântica, Prática, Poderosa? Com a Elegance a mulher pode ser todas e quando quiser. Esse é o propósito da marca gaúcha, que há 23 anos apoia as mulheres em suas decisões e em todos os seus momentos de vida.
Especializada em moda íntima, em 2014, expandiu as suas operações por meio de franquias para todo o país, e já conta com quatro unidades, sendo uma própria e três franqueadas, prevendo ainda a abertura de 55 novas unidades franqueadas nos próximos cinco anos. Além disso, a marca conta com ecommerce  www.elegance.com.br e pode ser encontrada fisicamente em mais de 600 pontos de venda espalhados pelo Brasil e pelo mundo (Estados Unidos, Chile, Colômbia, Argentina, Portugal, Japão e Nova Zelândia). Desde 2012, a empresa está instalada em um moderno parque industrial, localizado em Guaporé/RS, no qual produz em torno de 100 mil peças/mês.

Leia Mais

Desapega, desapega!

Por Lênia Luz

Chegamos a outubro, mês de algumas celebrações como Dia das Crianças , Dia Nacional da Leitura e da Padroeira do Brasil e não podemos esquecer de uma das ações mais conscientes do ano: a de prevenção do câncer de mama. ( veja sobre nossa Caminhada podeROSA, AQUI)

Por aqui, andei desapegando de algumas coisas e revendo o meu crescimento pessoal e profissional. Por isso, hoje quero pROSEAR sobre estes dois pontos: desapego e crescimento.

Há algum tempo atrás, em conversa com Fátima Rocha, uma referência de sucesso no mundo das franquias como franqueadora da rede MegaMatte, comecei a indagar por que temos tão poucas mulheres franqueando seus empreendimentos. Em minha consultoria de franquias, Aurelio Luz Franchising & Varejo, tenho um bom número de mulheres querendo comprar franquias, mas pouquíssimas franqueando suas marcas, mesmo compreendendo que esse é, sem dúvida, também um ótimo caminho para o crescimento e a expansão de sua empresa.

Fonte da Imagem: Empreendedorismo Rosa

Fonte da Imagem: Empreendedorismo Rosa

Algumas premissas norteiam o que faz uma marca ser franqueável, entre elas:

• Atuar em um mercado em constante crescimento, sendo que o crescimento de renda da população possibilita a nova entrada de novos consumidores;
• Não ser um modismo passageiro e estar consolidado no mercado local;
• Dominar a tecnologia necessária ao empreendimento, tendo experiência no mercado e não dependendo de terceiros para este crescimento.

A partir desta reflexão, e conversando com algumas mulheres empreendedoras, cheguei à conclusão de que suas empresas têm as premissas acima presentes. Entretanto, o que emperra o avanço da ideia de franquear seu empreendimento não é a barreira do investimento financeiro, mas a do investimento emocional. Sim, mulheres enxergam seus empreendimentos como “filhos”, e permitir que os filhos cresçam é muito difícil. Muitas vezes chegam até a franquear sua marca, mas não avançam no processo de expansão, por entenderem que só elas sabem fazer da maneira correta.

Como mãe de quatro filhos, diria que só eu sei entendê-los e orientá-los. Mas espere aí, só eu mesma? Posso dar a eles o manual de conduta familiar, e eles farão do jeito deles. No entanto, utilizando esse “manual” como referencial e contando sempre com minha “supervisão”, mesmo que, muitas vezes, a distância.

Nossas empresas e marcas são assim também. Para que cresçam, devemos nos desapegar do conceito de que só nós sabemos conduzir ou fazer. Desapegar em amor é a regra para o crescimento diário, seja ele pessoal ou profissional. E você? Vai desapegar do que hoje?

Grande abraço de crescimento.

Leia Mais

Inclusão e o Direito de ser mulher

Por Mara Gabrilli

Estivemos no Outubro Rosa, mês de conscientização sobre o câncer de mama. Embora o tema já soe comum para muita gente, há ainda questões pouco debatidas sobre a doença, como a falta de acesso ao exame preventivo para mulheres com deficiência. Você já pensou nisso?

Hoje, a maioria esmagadora dos postos de saúde não oferecem espaços acessíveis, tampouco equipamentos adaptados, como mamógrafos, para que uma mulher cadeirante ou com mobilidade reduzida, consiga realizar exames que detectam o câncer de mama e de colo do útero. As dificuldades são ainda maiores para ter acesso a um pré-natal.

Mara Gabrilli

Fonte da imagem: Paula Soares

 

(mais…)

Leia Mais

Minha mãe: Uma podeROSA

Por Nanda Piaia

Este mês lançamos uma ação em nossas redes sociais, para que mulheres declarassem o seu amor para as grandes mulheres da sua vida.

Recebemos uma declaração amorosa da leitora ROSA, Nanda Piaia, para a mulher mais importante de sua vida. Inspirem-se!

No dia 20/12/2014 foi descoberto um tipo de câncer de mama na mulher mais importante da minha vida. Quanta coisa passou em nossa cabeça ao ler o exame, quantos planos, como contar à ela, qual a melhor forma de tratamento?

Leitora Rosa

Fonte da imagem: Arquivo Pessoal com Lóide Farina Piaia

(mais…)

Leia Mais